fundo-gradiente-tons-de-verde.jpg
Faça o agendamento online. 
É fácil, rápido e seguro.

Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) - é um aumento não canceroso (benigno) da glândula da próstata, que pode dificultar a micção, caracterizada pelo crescimento nodular da próstata pela ação do hormônio testosterona.

A causa exata da HPB não é conhecida. Trata-se de um aumento benigno deste órgão, portanto, diferencia-se do câncer, mas existem relações com as mudanças hormonais que o organismo do homem sofre ao ficar mais velho.

A hiperplasia prostática benigna é incomum em homens abaixo de 40 anos, mas aparece com frequência cada vez maior conforme a idade avança. É uma doença comum que afeta cerca de 70% dos homens acima dos 70 anos e 90% dos homens com mais de 90 anos, e sua ocorrência é diretamente proporcional à idade do paciente.

inicialmente provoca sintomas quando a próstata aumentada começa a bloquear o fluxo de urina. A micção também pode dar a sensação de ter sido incompleta. Como a bexiga não esvazia completamente, os homens têm de urinar com mais frequência, geralmente durante a noite (noctúria). Além disso, a necessidade de urinar pode tornar-se mais urgente. O volume e a força do fluxo urinário podem diminuir notavelmente e a urina pode gotejar no final da micção.

Por se localizar logo abaixo da bexiga e envolver a uretra, a próstata aumentada pode comprimir a uretra, diminuindo o seu calibre e dificultando a passagem da urina.

Sintomas:

  • Dificuldades para urinar.

  • Diminuição da força do jato urinário.

  • Gotejamento no final da micção.

  • Micção em dois tempos.

  • Desejo de urinar durante a noite.

  • Necessidade de urinar várias vezes durante o dia.
     

Se não for tratada, a hiperplasia prostática benigna também pode causar um dano sério ao sistema urinário do homem. A bexiga pode perder capacidade de contração, o que causa a incontinência urinária.

A urina estagnada também pode favorecer o aparecimento de infecções urinárias e nos casos graves, até mesmo os rins podem ser afetados (cálculos renais).

A maioria destas complicações pode ser evitada com o diagnóstico precoce e com o tratamento adequado.

A escolha do melhor tratamento contra a hiperplasia prostática benigna depende das necessidades e das condições de saúde de cada paciente e deve ser discutida com um médico urologista.

Saiba mais
Prevenção é Saúde