fundo-gradiente-tons-de-verde.jpg
Faça o agendamento online. 
É fácil, rápido e seguro.

Incontinência urinária é a perda involuntária da urina pela uretra. A incontinência pode ocorrer em homens e mulheres, em qualquer idade, mas é mais comum entre as mulheres e idosos. Pesquisas demonstram que as mulheres tenham mais incontinência urinária, sendo que cerca de 40% delas acima de 50 ano.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, esse distúrbio, afeta cerca de 5% dos homens que realizam a cirurgia de retirada de próstata (prostatectomia). Além disso, com o passar da idade, ocorre diminuição da força da contração muscular pélvica, o que torna muitos idosos incontinentes.

Causas da incontinência urinária:

  • Infecções urinárias ou vaginais.

  • Efeitos colaterais de medicamentos.

  • Constipação intestinal.

  • Obesidade

  • Tosse crônica dos fumantes

  • Fraqueza de alguns músculos

  • Obstrução da uretra pelo aumento da próstata (homens).

  • Doenças neurológicas ou diabetes

  • Gravidez e parto;

  • Tumores malignos e benignos

  • Doenças que comprimem a bexiga

  • Comprometimento da musculatura dos esfíncteres ou do assoalho pélvico

  • Quadros pulmonares obstrutivos que geram pressão abdominal

  • Bexigas hiperativas que contraem independentemente da vontade do portador

  • Alguns tipos de cirurgia ginecológica e outras

 

O “estudo urodinâmico”, também chamado de “avaliação urodinâmica”, é um exame que tem como objetivo demonstrar a função do trato urinário inferior. É um exame pouco invasivo e registra a ocorrência de contrações vesicais e a perda urinaria sob esforço. Em termos práticos, ele mostra se a bexiga consegue cumprir sua função: armazenar urina sob baixa pressão e proporcionar adequado esvaziamento (micção normal).

Ao sentir os sintomas de incontinência procure um médico especializado para tratar corretamente o seu problema.

#UrologiaTirol #Urogrupo #UroPediatria #Urologista

#DrRafaelPauletti #UrologiaEmNatal #UrologiaMaisSaúde

Saiba mais
Prevenção é Saúde