fundo-gradiente-tons-de-verde.jpg
Faça o agendamento online. 
É fácil, rápido e seguro.

O diagnóstico precoce do câncer de próstata permite que os tratamentos tenham maior chance de curar o paciente da doença.

Nos estágios de doença pré-clínica, localizada ou localmente avançada, ainda existe a possibilidade de remover completamente todas as células do câncer do corpo, levando à cura da doença.

Isso pode ser conseguido através da cirurgia para remoção completa da próstata, a prostatectomia radical, ou mesmo a radioterapia. A doença, em geral, evolui lentamente, mas existem casos agressivos.

Em estágio inicial, câncer de próstata geralmente não provoca sintomas, enquanto em estágio avançado pode causar alguns, como:
 

  • micção frequente.

  • dificuldade de iniciar a passagem da urina

  • dificuldade de interromper o ato de urinar

  • fluxo urinário fraco ou interrompido.

  • urinar em gotas ou jatos sucessivos

  • vontade de urinar frequentemente à noite (Nictúria).

  • sangue na urina ou no sêmen.

  • disfunção erétil.

  • dor durante a passagem da urina

  • dor quando ejacula

  • dor nos testículos

  • dor no quadril, costas, coxas, ombros ou outros ossos se a doença se disseminou.

  • fraqueza ou dormência nas pernas ou pés.

 

A maioria desses problemas pode ser provocada por outras condições clínicas, além do câncer de próstata. Por exemplo, o aumento da frequência urinária é muito mais frequentemente causado por hiperplasia prostática benigna (HBP), um crescimento benigno da próstata.

(Fonte: American Cancer Society - 11/03/2016)

 

Exames preventivos de câncer de próstata devem ser feitos após os 45 anos anualmente, que inclui o toque retal e o exame de sangue, para checar a dosagem do PSA (antígeno prostático específico)

Saiba mais
Prevenção é Saúde