Faça o agendamento online. 
É fácil, rápido e seguro.

Bexiga com trabeculações ou divertículos são bexigas chamadas de "esforço", ou seja, que estão mais espessadas devido alguma obstrução na via de saída, seja devido a doenças da próstata (HPB ou câncer) ou da uretra (estenose de uretra). É também associada a bexigas neurogênicas.

A obstrução na saída da bexiga é uma condição na qual a abertura da bexiga e da uretra ficam parcial ou completamente bloqueadas, permitindo que pouca ou nenhuma urina saia. A bexiga responde a esse bloqueamento do fluxo se tornando mais espessa e trabalhando mais para eliminar essa urina. Após um tempo, as paredes da bexiga vão afinar, e a bexiga não conseguirá realizar sua função se o problema não for tratado.

Os sintomas mais comumente associados a bexiga de esforço são relacionados a vontade de urinar com maior frequência de dia ou de noite, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga e vontade muito imperiosa de urinar a todo momento.

 

Um espessamento da parede da bexiga pode ser um sinal de várias condições médicas. Geralmente também é acompanhado por outros sintomas. Muitas dessas condições são facilmente tratáveis com um diagnóstico precoce.

É importante relatar qualquer alteração nos seus hábitos urinários ao seu médico. As infecções da bexiga, por exemplo, podem levar a infecções nos rins. Estes podem ser bastante graves se não forem tratados precocemente.

Os sintomas normalmente começam aos poucos e vão piorando com o tempo e incluem dificuldade para urinar, fluxo de urina fraco, grande necessidade de urinar durante o dia, interrupção do sono para urinar, urgência para urinar e incontinência.

Por vezes, a bexiga pode estar obstruída devido a um câncer de próstata, ou uma hiperplasia benigna da próstata (HBP) - aumento da próstata.

As obstruções na saída da bexiga são raras em mulheres, e, quando ocorrem, costumam ser devido a distúrbios neurológicos ou a uma bexiga grande e flácida.

 

SINTOMAS

Os sintomas da retenção urinária podem incluir:

  • Dificuldade em começar a urinar

  • Dificuldade em esvaziar totalmente a bexiga

  • Gotejamento ou fluxo de urina fraco

  • Perda de pequenas quantidades de urina durante o dia

  • Incapacidade de sentir quando a bexiga está cheia

  • Aumento da pressão abdominal

  • Falta de vontade de urinar

  • Tensão e esforço para forçar a saída da urina da bexiga

  • Micção frequente

  • Noctúria (acordar mais de duas vezes à noite para urinar)

 

CAUSAS

Existem duas causas gerais de retenção urinária: obstrutiva e não obstrutiva.

Se houver uma obstrução (por exemplo, pedras nos rins), a urina não consegue fluir livremente pelo trato urinário.

Causas não obstrutivas incluem músculo fraco da bexiga e problemas nervosos que interferem nos sinais entre o cérebro e a bexiga. Se os nervos não estão funcionando adequadamente, o cérebro pode não conseguir receber a mensagem de que a bexiga está cheia.

 

Algumas das causas mais comuns da retenção urinária não obstrutiva são:

  • Acidente Vascular Cerebral

  • Parto vaginal

  • Lesão ou trauma pélvico

  • Comprometimento da função dos músculos ou nervos devido à medicação ou anestesia

  • Acidentes que causam lesões no cérebro ou na medula espinhal

 

A retenção obstrutiva pode resultar de:

  • Câncer

  • Pedras nos rins ou na bexiga

  • Aumento da próstata (Hiperplasia Prostática Benigna) em homens

 

Converse com seu médico sobre seus sintomas e como eles afetam o seu dia a dia. Seu médico fará um diagnóstico com base nos seus sintomas.

Aconselha-se procurar um especialista o mais rápido possível, pois a regressão dos sintomas nem sempre é possível, mesmo com o devido tratamento, nos casos mais graves.

O tratamento precoce pode evitar danos a longo prazo e fornecer alívio rápido para sintomas desconfortáveis.

Saiba mais
Prevenção é Saúde

Siga nas Redes Sociais

  • Facebook
  • Instagram