fundo rosa.jpg
Faça o agendamento online. 
É fácil, rápido e seguro.

Siga nas Redes Sociais

  • Facebook
  • Instagram

Infecção urinária 

 

A infecção urinária é uma doença extremamente comum, principalmente no sexo feminino. Cerca de 60% das mulheres adultas terão pelo menos um episódio de infecção do trato urinário  durante a vida. 

Existem três tipos de infecção urinária:

  • Cistite: infecção da bexiga.

  • Pielonefrite: infecção dos rins.

  • Uretrite: Infecção da uretra.

Muitas doenças urológicas acometem as mulheres, mas a infecção urinária (cistite) é de longe, a mais comum.

 

Cistite é uma infecção e/ou inflamação da bexiga. É causada por bactérias da própria flora (vaginal ou intestinal) da mulher, mas  pode também ser causada por fungos e atingem preferencialmente mulheres com vida sexual ativa. Vale ressaltar que qualquer mulher, em qualquer faixa etária, pode ter infecção urinária, na menopausa e naquelas portadoras de cálculo do trato urinário (pedras nos rins).

Mas existem outros tipos de cistite e alguns não são causados por infecções como, por exemplo, a cistite actínica (provocada por radioterapia) e a cistite intersticial (causada por perda da camada protetora da parede da bexiga).

Dentre os sintomas, destacam-se:

  • ​dor ou ardor ao fazer xixi

  • vontade de urinar o tempo todo (e quando a pessoa vai ao banheiro quase não há urina);

  • dor no baixo ventre;

  • urina escura, turva, com presença de sangue ou com cheiro estranho;

  • fraqueza, irritabilidade ou mal-estar

Causas da cistite:

  • ​​má higiene local, limpando-se de trás para frente;

  • baixa produção de urina causada pela pouca ingestão de água;

  • pouco espaço entre a uretra e o ânus, no caso das mulheres, neste caso seria um defeito anatômico;

  • contato íntimo sem uso de preservativo;

  • conexão anormal entre a bexiga e a vagina, condição conhecida como fístula vesicovaginal;

  • uso de alguns medicamentos que interferem na imunidade e favorece a proliferação de microrganismos;

  • irritação por químicos, como sabonetes ou perfumes na região íntima, havendo desequilíbrio do pH e favorecendo infecções;

  • doenças crônicas, como diabetes, já que os níveis elevados de açúcar no sangue podem aumentar o risco de infecções

 

O agente infeccioso que causa cistite em mais de 80% dos casos é uma bactéria chamada Escherichia coli (E. coli). Ela vive no intestino humano e não causa nenhum problema enquanto está ali. O problema é que, por diferentes razões, essa bactéria pode parar na uretra --parte do corpo naturalmente livre de germes.

 

Outros organismos também podem causar cistites, como Klebsiella spp, Pseudomonas spp, Enterococcus spp e Enterobacter spp. O fungo Candida e certos vírus podem ser responsáveis por casos mais raros de infecção urinária, em pacientes com imunidade comprometida

Na maioria dos casos a cistite é provocada por bactérias, o tratamento mais comum é o uso de antibióticos. O uso de analgésicos também pode ser indicado para aliviar a dor até que o antibiótico surta efeito.

Como evitar cistites

  • não adie a ida ao banheiro a bexiga deve ser esvaziada no mínimo a cada quatro horas. 

  • tome água com frequência.

  • relaxe na hora de fazer xixi e não tenha pressa  - se houver a sensação de que sobrou urina na bexiga, faça um pequeno esforço antes de terminar;

  • faça xixi logo após as relações sexuais: o jato de urina ajuda a lavar as vias urinárias;

  • não passe muito tempo com a roupa de banho molhada

  • procure usar roupas íntimas de algodão para para evitar calor e umidade

  • troque fraldas e absorventes com frequência: isso evita a exposição da uretra a bactérias;

  • ensine as meninas a fazerem a higiene íntima sempre de frente para trás